Olá, viajantes! Precisa tirar um passaporte, mas não sabe nem por onde começar? Calma, a Ana Catarina Portugal te ajuda!

No seu blog, Turista Profissional, ela publicou dicas incríveis para tirar seu passaporte em cartório. Veja o artigo:

Confira também outras postagens: turistaprofissional.com

Fonte: Turista Profissional

Tirar ou renovar o passaporte é algo burocrático. O órgão responsável pela emissão do documento é a Polícia Federal, mas muitas pessoas tinham o trabalho aumentado por conta de não ter um representante do órgão público na cidade. Era preciso então que os interessados fossem até a Polícia Federal mais próxima, o que muitas vezes implicava em viagens longas até municípios nem tão vizinhos assim.

Agora vai ficar mais fácil dar o primeiro passo para quem pretende realizar uma viagem internacional, já que os cartórios, que estão presentes em todas as cidades do Brasil, terão permissão para realizar o serviço de emissão e renovação do documento de viagem.

Passaporte no cartório

A medida administrativa que possibilita a atividade de emissão de passaporte no cartório foi anunciada no dia 26 de janeiro pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Mas fique atento, somente as unidades com convênio firmado com a Polícia Federal é que estão permitidas.

Como tirar o passaporte no cartório

Primeiro, é preciso se certificar de que o cartório em questão já firmou convênio com a Polícia Federal. Como a medida ainda é recente, muitos estabelecimentos estão na fase de adaptação e validação do credenciamento junto à PF.

Se o cartório já for autorizado a emitir o documento, é só ir até ele efetuar o pedido, que está sujeito à taxas extras. Os dados serão enviados à Polícia Federal para fazer o cruzamento das informações.

Em matéria para a Agência CNJ de Notícias, o juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça afirma que a Polícia Federal ainda será a responsável por emitir o passaporte: “O convênio só permitirá o compartilhamento do cadastro de informações dos cidadãos brasileiros com os cartórios, que apenas colherão as digitais e confirmarão para a Polícia Federal a identidade de quem solicitar o documento”.

Após a emissão pela Polícia Federal, o documento é enviado ao cartório e é só o cidadão ir retirar. De acordo com a assessoria de comunicação da Corregedoria Nacional de Justiça, isso acontece na maioria dos casos, porém, alguns convênios específicos podem estipular que a retirada do passaporte seja feita na Polícia Federal.

Ainda neste caso, as novas regras já ajudam, pois pelo menos a ida à PF será somente uma vez, na retirada do documento, já que o pedido será feito no cartório.

Mas atenção, a facilidade terá um custo extra que ainda não se sabe ao certo, pois as taxas cobradas pelos cartórios serão objeto de análise do Poder Judiciário.

Conclusão: passaporte no cartório é uma facilidade que já é realidade em muitas cidades brasileiras, mas é preciso verificar se a unidade que pretende ir já está realizando o serviço e que terão taxas extras.

Quanto aos documentos que precisará apresentar, são os mesmos que deveria levar para a Polícia Federal:  a carteira de identidade (ou certificado de naturalização), o CPF, quitação de serviço militar obrigatório, título de eleitor e comprovantes da última votação e o passaporte anterior (se tiver).

Nosso blog tem cunho informativo e de entretenimento, para inspirar os leitores sobre as emoções de viajar o Brasil e o mundo. Antes de seguir qualquer dica ou sugestão contida em artigos veiculados no blog, procure informações sobre o destino e tire dúvidas com um agente de viagens de confiança.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *