Olá, internautas! Hoje nós separamos para vocês um artigo ótimo, escrito pelo Altier Moulin do blog Pe Na Estrada. Nele, Altier traz diversas curiosidades sobre Russia. Algumas são meio estranhas, mas vale a pena dar uma olhada.

Confira também outras postagens: penaestrada.blog.br

Fonte: Pe Na Estrada

Não é raro viajar e se deparar com comportamentos bem diferentes dos nossos. Se mesmo dentro do Brasil a gente percebe isso por causa de diversidade de nossa cultura, imagine lá do outro lado do mundo. Isso acontece com alguns costumes da Rússia, onde algumas atitudes e maneiras podem ser engraçadas e até mesmo curiosas no primeiro momento, então é bom conhecer algumas delas para não ser surpreendido e, pior, pagar aquele mico histórico.

Como o país será sede da Copa do Mundo de 2018, a gente vai ouvir falar muito dele, mas, antes, veja essa lista que a Confidence Câmbio preparou para mostrar um pouco das diferenças culturais do país.

10 costumes da Rússia

 

1. Alugue um gato

Os russos são apaixonados por gatos e os bichanos são vistos como símbolos de paz e tranquilidade. Existe até uma tradição bem curiosa: quando um russo se muda para uma casa nova, dizem que dá sorte se um gato for o primeiro a entrar na casa. Então, quem não tem gato pode alugar um. Tem até agências especializadas nisso.

2. Dar bacon para os passarinhos

Parece estranho, mas os russos costumam dar bacon para os passarinhos comerem. Aqui no Brasil, a tradição é colocar frutas nos galhos das árvores ou em cima do muro para que os pássaros possam se alimentar.

3. “Ei, psiu!”

No Brasil, é comum chamarmos alguém com um assovio ou com alguma interjeição como “psiu”. Já na Rússia, isso pode ser visto como um gesto ofensivo, porque essa é a maneira como os cachorros são chamados, e os russos podem entender que você está chamando alguém de animal.

4. Feriado prolongado

Quando o Ano Novo começa, os russos costumam ter, pelo menos, dez dias de folga até que o ano comece de verdade. Essa folga não é incluída no período de férias, que por lei é de 28 dias por ano.

5. Cuidado com a quantidade de flores

Tenha muito cuidado ao presentear alguém com flores na Rússia. É que, segundo os costumes da Rússia, um número par deve ser dado apenas em velórios. Já para aniversários, casamentos ou encontros românticos a quantidade deve ser ímpar.

6. Formação do sobrenome

Quando você vai conversar com alguém na Rússia, especialmente se quiser demonstrar respeito, é importante falar o nome e o sobrenome da pessoa. Aliás, o sobrenome também possui uma regra de formação: ele é composto pelo nome do pai acrescido do final ovna/evna, para mulheres, e ovitch/evitch, para os homens.

7. Russos evitam tatuagens

Embora tenha mudado nas últimas décadas, ainda hoje, há muitos russos que associam as tatuagens ao fato de a pessoa ter sido presa. Isso porque, por lá, as tatuagens ainda estão muito ligadas à cultura das prisões. Mas fique tranquilo, porque você não será maltratado por isso. É apenas algo que eles evitam

8. Sem legenda

Os russos valorizam bastante língua nacional e fazem questão de que a população tenha acesso a ela nas produções internacionais exibidas na televisão. Assim, dificilmente você vai encontrar canais no país que apresentem shows ou filmes com legendas. A maioria da programação é dublada em russo, o que pode dificultar as coisas na hora que você quiser assistir ao noticiário local.

9. Sem variações no nome

Esse é mais um dos costumes da Rússia e os russos são bastante tradicionalistas com relação a isso. Por lá, se alguém se chama “Yuri”, por exemplo, não haverá variações do tipo Iuri ou Iury.

10. Tirar os sapatos antes de entrar em casa

Esse costume não é muito estranho para os brasileiros, pois muitas pessoas seguem a regra de tirar o calçado antes de entrar em casa. Aliás, os russos não são os únicos a fazerem isso: o costume é amplamente difundido no Japão e em muitos países como a Alemanha. Porém, os russos levam essa regra bastante a sério. É um costume das famílias russas usar um tapochki, uma espécie de sandália feita para ser utilizada somente dentro de casa.

Nosso blog tem cunho informativo e de entretenimento, para inspirar os leitores sobre as emoções de viajar o Brasil e o mundo. Antes de seguir qualquer dica ou sugestão contida em artigos veiculados no blog, procure informações sobre o destino e tire dúvidas com um agente de viagens de confiança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *